07/07/2010

LIVRE

TÃO LIVRE QUERO ESTAR
QUE ATÉ DAS PALAVRAS
BUSCO ESQUECER O SENTIDO
TODOS OS SENTIMENTOS
TENTO ESCONDER DO MUNDO
E ATÉ DE MIM MESMA
BUSCO O NÃO SER, O VAZIO
MAS O PESO ME EXIGE O CHÃO
O BARULHO DO VENTO ME LOCALIZA
E A PALAVRA
MAIS QUE TUDO
VIAJA PELO CORPO
E COMANDA MEU BRAÇO
AUTORITÁRIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário