27/07/2010

Poeminha Infantil

Um canto de menina
Eu ouço pela folhagem
Uma borboleta bailarina
Brinca na minha paisagem.

O canto que me acompanha
Durante toda minha vida
Será uma sábia aranha
Que tece uma teia comprida?

Será um pássaro errante
Que voa sem despedida
Ou uma fada num instante
Da minha mente distraída
Que rouba minha razão
E nela pousa desinibida?

Pois é neste momento vibrante
Que o meu canto é mais bonito
Soa livre e pueril
Até pousar num papel
Num poeminha infantil.

2 comentários:

  1. Que meiguice!
    Uma gracinha de poeminha!
    Só podia fluir de alguém que, por felicidade, não perdeu sua meninice.
    Parabéns pela beleza da criação-ilustração literária

    ResponderExcluir
  2. Marcia, tô encantada com tuas palavras.
    q maravilha!

    ResponderExcluir