14/07/2010

BECOS


BECOS

Luzes da cidade
Noite nas esquinas
Reflexos de néon
No fio da madrugada
Ando pela rua
Negros pensamentos

Luzes da cidade
Passos na calçada
Sombras esguias
Bichos noturnos
Olhos que brilham
Em seres invisíveis

Luzes da cidade
Mentes vazias
Andares furtivos
Entre bares e becos
No fio da navalha
Úmidos vermelhos

Noite na cidade
Ando solitária
Por trilhas esquecidas
Busco alguma coisa
Que mostre a saída
E diga que estou viva

Nenhum comentário:

Postar um comentário